Autor: Keith Krach,  CEO da DocuSign, Inc.

Mesmo em meio à recente incerteza ligada à votação do Brexit, no Reino Unido, a União Europeia (UE) fez algo excelente em prol do livre comércio e do progresso – o que pede que o dia de hoje seja comemorado. Não é todo dia que uma nova regulamentação governamental é universalmente positiva e promove avanços comerciais inequívocos – mas este é o caso do novo regulamento de eIDAS (Identificação e Assinatura Eletrônica) que entra em vigor hoje na Europa. E é por isso que quero parabenizar e agradecer humildemente ao Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e aos Comissários responsáveis pela padronização da identificação, serviços de confiança e assinatura eletrônica na UE. Vocês abriram caminho para a transformação digital da Europa, ajudando organizações de pequeno e grande porte a fazer negócios a partir da UE – e dentro do bloco – com mais facilidade.

Como presidente e CEO de uma empresa global de tecnologia, passo boa parte do tempo em reunião com executivos de alto escalão do mundo todo, de organizações de praticamente todos os segmentos. Com frequência, eles me dizem que um de seus três principais objetivos estratégicos é “entrar na era digital”, “informatizar” ou “transformar seu negócio digitalmente”, sendo que, para muitos, essa é a prioridade número um.

E não é de se admirar. A migração de processos antiquados, não informatizados, para um modelo totalmente digital e automatizado gera impactos positivos em praticamente todas as áreas a partir das quais os CEOs têm seu desempenho mensurado: receita, eficiência e custo, segurança e conformidade, experiência do cliente e até sustentabilidade. Segundo o estudo The Digital Advantage: How Digital Leaders Outperform Their Peers In Every Industry (A vantagem digital: como os líderes digitais superam seus pares em todas as indústrias, em tradução livre), realizado pela Capgemini Consulting e MIT Sloan Management, as organizações com maior maturidade digital têm, em média, lucros 9% maiores, rentabilidade 26% mais alta e valor de mercado 12% superior. Uau!

Igualmente impressionante é o fato de os Comissários por trás da regulamentação da eIDAS terem tido a visão de arregaçar as mangas e trabalhar incansavelmente nos últimos anos para expandir e aprimorar a Diretiva para assinatura eletrônica existente na UE para criar o novo regulamento – claro e simples – que entra em vigor hoje.

Até agora, a transformação digital era um desafio na Europa. As diferentes interpretações dos estados-membros à Diretiva da EU 1999/93/EC para assinaturas eletrônicas criavam um ambiente desafiador para o comércio eletrônico transfronteiriço. As companhias desperdiçavam tempo e dinheiro se preocupando com os requisitos adotados pelos diferentes países com os quais elas faziam negócio para as transações legalmente exigíveis, em vez de focar no mais importante: o cliente/parceiro/fornecedor/funcionário/investidor com o qual elas estavam fazendo negócio.

A eIDAS abre caminho para o Mercado Digital Único da Europa, tornando as empresas da UE mais competitivas globalmente, uma vez que sua mudança para a era digital fica facilitada. Com isso, organizações da UE de todos os portes podem colher os benefícios da transformação digital – como resultados mais rápidos, redução no risco de segurança e conformidade e experiências drasticamente melhores para os clientes – todos eles, fatores que impulsionam a vantagem competitiva. E, quando um bloco representa quase um quarto do PIB mundial, como é o caso da UE, isso é significativo.

Mas a regulamentação da eIDAS não tem efeitos positivos apenas para as empresas da UE. Ela torna os negócios mais rápidos, fáceis, convenientes e seguros para todos na região, beneficiando tanto as pequenas empresas quanto os empreendimentos multinacionais com operações em vários países e continentes.

A velocidade se tornou a nova moeda comercial, superando o tamanho. Não é mais o grande que engole o pequeno e, sim, o rápido que consome o lento – e a digitalização é a melhor forma de acelerar os resultados. É criticamente importante para empresas de todos os portes que elas cruzem o abismo digital de forma efetiva e, em minha opinião, é esse o fator mais relevante para o sucesso nos negócios hoje e no futuro.

Portanto, meus sinceros parabéns e agradecimentos aos Comissários e ao Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker.

Благодаря. Hvala. Děkuji. Tak. Aitäh. Kiitos. Merci. Danke. σας ευχαριστώ. Köszönöm. Grazas. Grazie. Paldies. Ačiū. Merci. Grazzi. Dank u. Dziękuję. Obrigado. Mulțumesc. Gracias. Tack. Thank you.

(Visited 192 times, 1 visits today)

Tags